Responsive Ad Slot

“Sem pegar Judiciário delação da Odebrecht não é delação”, diz Eliana Calmon

Postado por Luan

11/08/2016 12:56


Crédito: Reprodução

A ex-ministra aposentada do Tribunal Superior de Justiça (STJ) e ex-corregedora Eliana Calmon, famosa por cravar a frase “bandido de toga” quando esteve à frente da Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça, disse que que acompanha com atenção as delações premiadas dos executivos da Odebrecht na Operação Lava Jato. Calmon que é também baiana, disse que é impossível que as delações dos empresários não tenha nomes da magistratura.

Segundo informações do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a magistrada baiana está interessada especialmente em saber o que aparecerá sobre integrantes do Judiciário. Embora pessoas envolvidas na negociação da delação afirmem que até agora a Odebrecht não entregou nenhum juiz, desembargador ou ministro de tribunal superior, Eliana avalia ser “impossível” fechar uma delação da maior empreiteira do país que não mencione integrantes do Judiciário.

“Delação da Odebrecht sem pegar Judiciário não é delação. É impossível levar a sério essa delação caso não mencione um magistrado sequer”, disse a ex-ministra. Aguardemos portanto!

 

Com informações de Lauto Jardim