Responsive Ad Slot

Secretário-adjunto nega intenção de boicotar a CPI do Transporte Público

Postado por Simone de Moraes

12/11/2015 13:05


Crédito: CLDF

A publicação pela imprensa, na semana passada, de uma troca de mensagens por celular na qual o secretário-adjunto de Mobilidade do DF, Fábio Damasceno, aparece fazendo críticas ao trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito do Transporte Público motivou sua convocação para apresentar explicações hoje (12) aos integrantes da comissão.

“Eu realmente disse que a CPI estava perdendo o foco, mas me referia ao contexto da reunião daquele dia, quando os deputados passaram boa parte do tempo discutindo a situação atual dos servidores do DFTrans, saindo do escopo da investigação, que é o processo licitatório realizado para contratar empresas de ônibus que iriam atuar nas cinco bacias de transporte do DF”, explicou Damasceno.

O secretário-adjunto também informou que um servidor da Secretaria de Mobilidade, chamado Sérgio, foi o responsável por criar o grupo de discussão pelo celular e também autor da mensagem que questiona os deputados da base governista por atacarem o governo na CPI. O sobrenome do servidor não foi informado.

O presidente da CPI, deputado Bispo Renato (PR), demonstrou indignação com o fato e pediu providências ao secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, que acompanhou a reunião de hoje. “Ficará bem para todos se for aberto um procedimento administrativo contra esse servidor. Pessoas como essa são perniciosas para o governo”, afirmou o deputado. Raimundo Ribeiro (PSDB), porém, não concordou com a posição do colega. “Não sou a favor de punição a servidor que expressa sua opinião, mesmo que eu não concorde com ela”, disse.

O secretário Marcos Dantas, por sua vez, disse que está avaliando quais medidas serão tomadas. “Cheguei há 15 dias no cargo e estamos avaliando o que será feito em relação ao servidor. De imediato, já determinei que ele não vai mais acompanhar os trabalhos desta CPI”, afirmou. Ao fim da reunião, o deputado Bispo Renato informou que a CPI apresentará sugestões ao governo para a gestão do transporte público na próxima quinta-feira (19) e garantiu: “Esta CPI não acabará em pizza”.

Éder Wen
(Visited 1 times, 1 visits today)