Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Atenção: Aberta temporada de incêndios no Cerrado

Postado por Simone de Moraes

28/07/2012 13:04


Crédito: Reprodu

Nesta sexta (27) o Corpo de Bombeiros registrou 170 focos de incêndio florestal no cerrado em todo o Distrito Federal e de acordo com a Central Integrada de Atendimento e Despacho (Ciade), entre as principais ocorrências registradas está o incêndio em uma área de cerrado na localidade de Mangueiral, em São Sebastião. A Defesa Civil decretou estado de atenção no DF, por causa da baixa umidade do ar. O GDF lançou uma campanha de prevenção a incêndios no Cerrado no início do mês.

De acordo com a Secretaria de Defesa Civil, há cinco dias consecutivos que o DF registra umidade do abaixo de 30%. O órgão informou que no prazo de 72 horas vai divulgar avaliação sobre o estado de atenção e a necessidade de continuação da recomendação. 

Pelos padrões da Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade relativa do ar ideal é de 60% e é recomendada a decretação do estado de atenção quando os índices ficam entre 20% e 30%. Segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia(Inmet), a baixa umidade deve persistir até a próxima segunda (30). 

Focos – No início da noite, os bombeiros ainda não sabiam a extensão da área queimada em Mangueiral. Na Candangolândia, uma equipe dos bombeiros combateu as chamas que atingiram quatro hectares de mata. Somente no período da tarde de sexta (27), o Ciade relatou que as equipes saíram para atender 13 ocorrências de incêndios urbanos. 

Por conta da baixa umidade, cada dia maior, os bombeiros têm recebido cada vez mais chamados para conter os focos de incêndio florestal no DF. Os chamados são realizados através do 193. 

Recomendações – A Defesa Civil recomenda que as pessoas bebam bastante água, procurem locais protegidos do sol e evitem exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e 17h, período em que a insolação e evaporação atingem seus índices máximos. Aglomerações e aparelhos de ar-condicionado também devem ser evitados, pois retiram ainda mais a umidade dos ambientes. 

De acordo com a pasta, no ano passado o índice de umidade do ar chegou a alcançar 10% por duas vezes durante o período de seca. O deserto do Saara, na África, registra índices entre 10% e 15%. 

Com informações do G1DF.

Leia também:

GDF lança campanha contra incêndios florestais

(Visited 1 times, 1 visits today)