Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Animais domésticos: entre o amor de donos e protetores e o descaso do estado

Postado por Simone de Moraes

8/07/2012 15:04


Crédito: Divulga

Os animais de estimação são alvo de muito amor por parte de alguns e, em vez de serem apenas ignorados por quem não é muito fã dos bichinhos, na maioria das vezes sofrem com a barbárie de alguns e ainda há o descaso dos governos com relação aos animais domésticos.

Recentemente vieram à tona alguns casos de barbárie cometida contra animais abandonados nas ruas e queremos aproveitar o ensejo para levantar uma discussão importante, mas que não é sequer percebida por muitos, quanto mais discutida em busca de uma solução. Como diminuir a população de animais abandonados? 

Problemas – Nas ruas, além de os animais ficarem mais vulneráveis, sendo constantemente vítimas de atos violentos, podem oferecer riscos à saúde pública através de zoonoses, e outros transtornos. Os Centros de Combate às Zoonoses, na maioria das vezes funcionam mais como campos de concentração. No Distrito Federal, por exemplo, há denúncia de que a forma de controle adotada para animais de grande porte seja a eutanásia, independente do estado de saúde do animal.

Já na área criminal, a punição recentemente foi ampliada, mas ainda assim é branda. Outra barreira, talvez até maior que a falta de sanções rígidas, tem sido o descaso da polícia, quando há denúncias de maus tratos contra os animais de rua, denúncias de envenenamento, desaparecimento e quaisquer outras ocorrências que envolvam os bichos de estimação (+aqui).

Não faz muito tempo, Câmara em Pauta denunciou uma situação que se arrastou durante dias, mesmo após vários registros da ocorrência através dos telefones disponíveis para fazer denúncias. A situação foi resolvida por pessoas ligadas a entidades de proteção animal se mobilizaram para averiguar o que estava acontecendo (+aqui e aqui).

Também recentemente, um bovino ficou mais de 10 horas esperando socorro na região do entorno do DF e de acordo com o relato de testemunhas, a demora se deu por conta de um desentendimento entre o Corpo de Bombeiros do DF e o de Goiás, que não estariam se acertando com relação às suas áreas de atuação.

Não temos uma solução para sugerir, mas gostaríamos de lançar o tema para a reflexão. Ressaltamos ainda que, para os que dizem que o governo tem que se ocupar com gente, gostaríamos só de lembrar que algumas das zoonoses como a raiva podem afetar seriamente os seres humanos e que animais soltos na rua podem provocar uma infinidade de acidentes, então acreditamos que como se diz no popular, é melhor prevenir que remediar.

Experiências interessantes – Sabemos que é possível melhorar essa situação, não só com o trabalho dos defensores da causa animal, mas em alguns poucos lugares Brasil afora, algumas prefeituras tomaram providências para facilitar, por exemplo, a esterilização de animais de rua, que é uma das maneiras mais defendidas para conter o aumento do abandono de animais domésticos.

Em Mogi das Cruzes, a prefeitura adquiriu uma Unidade Móvel de Esterilização e Educação em Saúde, que deverá ser utilizada em mutirões pelo município, castrando cães e gatos, principalmente nos bairros periféricos. Além da cirurgia a equipe orienta a população sobre posse responsável e outros cuidados.

O município implantou em 2011 uma Câmara Técnica de Proteção e Bem Estar Animal, formada por representantes de diferentes segmentos do poder público e sociedade civil e que vem discutindo políticas públicas voltadas para a posse responsável e o bem estar dos animais.

Já em São Paulo, foi inaugurado em maio, no Tatuapé, na zona leste, o primeiro hospital público para cães e gatos do Brasil, como parte de um conjunto de ações promovidas pela Coordenadoria Especial de Proteção a Animais Domésticos, criada a partir de um projeto, proposto pelo vereador Roberto Trípoli (PV).

A prefeitura firmou parceria com a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais de São Paulo (Anclivepa-SP), que será responsável pela gestão do hospital. Além de oferecer tratamento a animais de famílias carentes, o hospital serve como escola para alunos de cursos de especialização veterinária ministrados pela associação.

Já faz algum tempo, Câmara em Pauta apoia uma petição para que o Brasil adote esta ideia de ter hospitais veterinários públicos (+aqui). Se você concorda com a causa, acesse a petição e assine. 

Leia também:

Animais desaparecem no Cruzeiro Velho
Finais felizes para animais resgatados
Denúncia de maus tratos e crueldade com animal em Taguatinga
Crueldade contra animais: enquanto a punição não vem
Centro de Zoonoses do DF estende campanha de vacinação de cães e gatos
Quem é irracional?
Latidos na lixeira?
Adesivos de cães atropelados provocam reflexão sobre abandono de animais
Essa ideia é o bicho!
TAM linhas aéreas é acusada de transporte cruel de primatas
Polícia conclui inquérito de maus tratos a Yorkshire
Mulher que confessou ter assassinado cães e gatos em SP pode ter matado mais de 30 mil animais em 8 anos
Polícia prende suspeita de matar 39 animais
Enfermeira que matou yorkshire é punida: multa de 3 mil reais…
Polícia conclui inquérito de maus tratos a Yorkshire

(Visited 1 times, 1 visits today)