Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Um congresso brochante

Postado por Simone de Moraes

3/06/2012 4:31


Crédito:

Tanto assunto importante para movimentar o Congresso de maneira produtiva e séria, a exemplo da quebra do sigilo bancário de Carlinhos Cachoeira pela CPI, a convocação de governadores para depor, a presença do ex-presidente Lula em Brasília depois de toda a polêmica das declarações do ministro do Supremo tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ou ao menos centenas de matérias essenciais para o Brasil aguardando – empoeiradas – aprovação dos nossos caríssimos deputados e senadores mas é o mistério de uma calcinha perdida na porta do plenário que conquistou mais manchetes, cliques, curtições, comentários, questionamentos e investigações estapafúrdias esta semana.

Enquanto questões de primeira ordem, como educação, saúde pública, segurança, emprego e meio ambiente são deixadas de escanteio e investigações sérias de corrupção são adiadas, vemos nossos políticos ficarem todos eriçados e excitados “investigando” o caso da calcinha perdida. Francamente um Congresso desses nos faz brochar. Enquanto o congresso perde tempo cheirando peça intima, centenas de jovens brasileiros são vítimas de homicídio diariamente, 16 milhões de brasileiros são considerados “miseráveis” e sobrevivem em condições desumanas, mais de 20 milhões de residências no país ainda não possuem rede esgoto e 14 milhões de pessoas vivem completamente desprovidos de saneamento básico.

Enquanto muito de nossos deputados e senadores ganham mais de vinte mil por mês, sem contar com os benefícios para pouco ou nada fazer pelo nosso país, mais de 50% dos brasileiros vivem em domicílios onde a renda familiar per capita não ultrapassa um salário mínimo, praticamente 10% dos brasileiros são analfabetos, nossa saúde pública continua precária, nossas florestas são destruídas e nossos direitos são sorrateiramente esquecidos e só lembrados pouco antes das urnas.

Enquanto o Brasil continua no fim da fila no que se trata de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), na vergonhosa 84° posição, nosso congresso circense estagna na mediocridade de uma estúpida calcinha.

 

Crédito da charge: Zé Dassilva

(Visited 1 times, 1 visits today)