Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

GDF anuncia mudanças no Caje e desativação de Unidade de Internação do Plano Piloto

Postado por Simone de Moraes

24/06/2012 14:07


Crédito: Ag

A Secretaria de Estado da Criança do Distrito Federal anunciou nesta sexta (22) a adoção imediata de medidas de controle e recuperação do sistema de internação de crianças e adolescentes. A primeira delas é a substituição da direção da Unidade de Internação do Plano Piloto (UIPP), antigo Centro de Atendimento Juvenil Especializado (Caje).

O novo diretor da UIPP, Renato Vilela de Souza, foi escolhido por ser servidor público de carreira e trabalhar há 10 anos no local. “Vamos dar uma nova cara ao sistema socioeducativo e desativar efetivamente o Caje. Uma das prioridades é um estudo que já está em andamento, com a perspectiva de transferência de adolescentes e de acompanhar de perto os internos que estão próximos a recuperarem a liberdade”, afirmou.

A lotação da unidade é de 162 adolescentes, mas hoje abriga 450 internos, sendo 20 meninas. As internas serão transferidas para a Unidade de Internação de Recanto das Emas (Unire). “A unidade do Plano Piloto é o retrato do descaso dos gestores nas últimas duas décadas, em relação às políticas públicas para ressocialização. A desativação do ex-Caje começou e será acompanhada por medidas integradas com outras secretarias e órgãos do GDF”, comentou a secretária da Criança, Rejane Pitanga.

A secretária explicou ainda que, nos próximos 20 dias, o GDF começará a construir três novas unidades de internação: em São Sebastião, Brazlândia e Santa Maria. Já estão em estudo outras duas, no Gama e em Sobradinho. Cada uma das unidades receberá 90 internos, sendo que a feminina, no Gama, abrigará 40 adolescentes. O GDF vai entregar, no prazo de 60 dias, o Núcleo de Atendimento Integrado, que receberá crianças e adolescentes para pernoite – medida que evitará o encaminhamento de cerca de 40 internos por noite para a UIPP.

Sindicância – A secretária da Criança anunciou também apuração de responsabilidade sobre a fuga de adolescentes da unidade, ocorrida no último dia 21 e a criação da Corregedoria da Secretaria da Criança. Já foi aberta sindicância para apurar supostas postagens de mensagens de ex-internos em redes sociais. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) do DF abriu inquérito para apurar a publicação dos relatos. A direção da Polícia Civil coordena essa apuração.

Por meio de parceria com a SSP, a Secretaria da Criança foi possível garantir a instalação de câmeras de monitoramento em todas as unidades de internação do DF. “Estamos levantando a quantidade de equipamentos a serem comprados. Hoje temos poucas câmeras e elas não são apropriadas para monitorar os internos”, explicou o novo diretor da unidade do Plano Piloto, Renato Vilela de Souza.

Quanto aos servidores públicos do sistema socioeducativo, o GDF irá investir na qualificação profissional e na atenção à saúde. Além disso, já está em estudo a abertura de concurso público para aumentar o efetivo nas unidades.

Com informações da Agência Brasília

(Visited 1 times, 1 visits today)