Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Embora “arrECADe”, não distribui

Postado por Simone de Moraes

27/03/2012 13:49


Crédito: Reprodu

 

 

Ultimamente o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), entidade “sem fins lucrativos” responsável por fiscalizar e cobrar direitos autorais pela execução de musicas não sai mais dos noticiários, direta ou indiretamente. Na semana passada, publicamos matéria falando sobre a acusação de apropriação indébita (veja matéria) de parte do dinheiro que deveria ficar em uma conta separada esperando a manifestação dos autores desconhecidos, mas o ECAD tem usado esses créditos.

No último domingo, o programa Domingo Espetacular da TV Record mostrou matéria com Renato Rocha, mais conhecido como Negrete, ex baixista da Legião Urbana nos três primeiros discos da banda. Os álbuns Legião Urbana (1985), Dois (1986) e Que país é este (1987) venderam juntos cerca de três milhões de cópias, que deveria render cerca de R$ 900 por mês a Rocha, mas o dinheiro não foi mais pago ao músico e ele nem ao menos sabe por que, mas deixa claro que o Escritório Central, embora “arrECADe”, não distribui, sem o perdão do trocadilho.

O resultado é que Negrete está morando nas ruas do Rio de Janeiro há cinco anos, desde que perdeu o contato com a família e o patrimônio que acumulou ao longo da carreira, após se separar da esposa. O artista não contou como foi parar nas ruas. Segundo o músico da banda Plebe Rude, Philipe Seabra, amigos dele tentaram ajudar, mas ele teria rejeitado. Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, os outros ex-integrantes da Legião Urbana, não deram depoimento à Record.

Será que agora, que se sabe o paradeiro de Negrete, o ECAD vai pagar o que lhe deve?

Veja abaixo o vídeo do Domingo Espetacular.

(Visited 3 times, 1 visits today)