Responsive Ad Slot

TITULO DA CAMPANHA

Governo tailandês considera censura no Twitter “um avanço”

Postado por Simone de Moraes

30/01/2012 17:40



Enquanto internautas “twitteiros” do mundo todo estão desde a última sexta (27) reclamando da nova capacidade do microblog Twitter de censurar de acordo com as leis locais de cada país, o governo tailandês comemora o que chamou de “avanço bem vindo”, segundo o ministro da Informação e Comunicação, Jeerawan Boopern, que informou nesta segunda (30) que a Tailândia deverá trabalhar em conjunto com o Twitter, no bloqueio das mensagens.

A Tailândia possui leis contra os conteúdos considerados ofensivos à monarquia. Também tem legislação local para limitar a liberdade de expressão na internet. Boopern comentou ainda que o país conta com a "colaboração" de empresas como Facebook e Google, garantindo o cumprimento das leis tailandesas.

Para agilizar o trabalho de censura, o Twitter contratou a agência de comunicação McFiva. Supachai Parchariyanon, diretor-geral da empresa afirmou que o novo sistema permite filtrar automaticamente quaisquer mensagens que descumpram as leis locais. Antes a ação dependia da solicitação prévia dos Governos.

Nos últimos anos, as autoridades tailandesas utilizaram a lei de meios de imprensa eletrônicos para bloquear dezenas de milhares de páginas web pornográficas e contrárias à lei de lesada altivez, embora ativistas e ONGs denunciem que também foi utilizada como desculpa para aplacar a opositores.

Censura – Na quinta (26) o Twitter havia informado em seu blog oficial, que passaria atender a exigência de países que exigem censura e bloquear determinados conteúdos publicados nos perfis. Segundo o anúncio, a postagem ficará inacessível para usuários do país em que a censura vigore, mas continuará visível para o restante do mundo.

Confira o comunicado oficial aqui. Texto em inglês.

(Visited 1 times, 1 visits today)